Qual é a diferença entre convênio médico, seguro e plano de saúde?

Publicado em 22 de julho de 2020

Para quem procura um serviço que proporciona acesso a saúde, nomes usadas na área podem causar confusão. A solução mais comum são os planos de saúde. Mas talvez você já tenha ouvido falar de convênio médico ou seguro de saúde.

Esses serviços permitem que você faça exames ou consultas por valores mais baixos do que os praticados pelo mercado. Porém, pode haver diferenças muito grandes entre as mensalidades pagas e os procedimentos cobertos. Além disso, apenas os planos de saúde e os seguros saúde são regulamentados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar. Isso dá mais flexibilidade à operação dos convênios médicos, por exemplo.

A seguir, vamos descrever como cada um desses serviços funciona. Confira!

Plano de saúde

Um plano de saúde é um serviço que oferece a cobertura total ou parcial e procedimentos médicos a partir de um pagamento mensal. A empresa prestadora desse serviço é conhecida como operadora. Essa organização possui uma rede credenciada de instituições e profissionais de saúde onde os clientes do plano podem ser atendidos.

As operadoras devem oferecer diferentes planos, cada um com um grau de cobertura. No entanto, todos devem obrigatoriamente cobrir consultas, exames, tratamentos e atendimentos de emergência que durem até 12 horas. Além desse plano “básico”, há outros que incluem internações por períodos maiores que 12 horas, partos e atendimento odontológico.

Outros fatores que influenciam na contratação são os períodos de carência, a coparticipação e se eles são coletivos ou individuais. Explicamos tudo isso de forma detalhada no nosso post sobre como escolher o melhor plano de saúde.

Mulher jovem calculando o seu orçamento com celular, computador e calculadora.

Uma das principais desvantagens dos planos de saúde é o valor alto das mensalidades. Ele pode variar de acordo com a idade e o histórico de saúde de cada cliente.

Seguro saúde

O seguro saúde funciona de uma maneira muito similar ao seguro de uma casa ou de um automóvel. Você faz um contrato com pagamentos mensais. Quando precisar de um serviço, você faz o pagamento e pede o reembolso à seguradora.

O principal benefício dos seguros é a liberdade de escolher onde realizar o procedimento sem precisar se prender a uma rede credenciada. Hoje em dia, também é muito comum que as seguradoras tenham uma “rede referenciada” em que os serviços são oferecidos com um preço mais baixo e não há necessidade de pedir reembolso.

Cada contrato tem uma cobertura limitada de procedimentos. Em relação aos convênios médicos e os planos de saúde, a principal diferença está nos valores cobrados. Geralmente, as mensalidades são menores do que as do plano de saúde. Porém, o preço final pago pelo cliente (após o reembolso) costuma ser maior do que nos outros tipos de serviço.

Convênio médico

Por muito tempo, “convênio médico” foi usado como um sinônimo de plano de saúde. No entanto, hoje em dia serviços que são alternativas mais baratas aos planos de saúde têm se classificado como convênios médicos.

Para ser mais acessível, geralmente há um sistema similar a uma rede credenciada, porém mais restrito. Os clientes pagam uma mensalidade e recebem descontos em consultas, exames e procedimentos mais simples. Diferente dos planos de saúde e dos seguros, nem sempre atendimentos de urgência e emergência são cobertos.

Como escolher entre plano de saúde, seguro e convênio médico?

Casal jovem conversando com um consultor de convênio médico.

Um dos fatores a se avaliar na hora de escolher um serviço de acesso a saúde é a possibilidade de incluir familiares e outras pessoas queridas em um mesmo plano.

A escolha entre os três sistemas depende muito do tipo de cobertura que você precisa. Para quem vai ao médico com muita frequência ou precisa de tratamentos mais complexos, um plano de saúde pode ser mais vantajoso. Mesmo que a mensalidade seja mais cara do que as outras alternativas, no caso de um plano sem coparticipação, por exemplo, não é necessário pagar nenhum adicional por cada procedimento.

Já para quem tem médicos de confiança e não quer se prender a uma rede credenciada, o seguro saúde proporciona preços um pouco mais baixos. Por fim, os convênios médicos podem ser uma excelente solução para quem realiza consultas e exames poucas vezes por ano, desde que a rede credenciada atenda a tudo o que você precisa.

Quer conhecer outras alternativas para ter saúde de qualidade sem gastar muito? Confira nosso artigo sobre alternativas aos planos de saúde.

Compartilhar

Assine a Newsletter

Fique por dentro dos nossos serviços e receba informações sobre cuidados com a saúde.