Conheça os benefícios que só uma dieta vegetariana pode proporcionar ao corpo

Publicado em 23 de outubro de 2019

Você sabia que a dieta vegetariana vem ganhando muitos adeptos com o passar anos? É isso mesmo! Alguns estudos apontam que os vegetarianos já representam pelo menos 18% da população global. Isso é uma excelente notícia, pois mostra que as pessoas estão cada vez mais conscientes com relação à alimentação e ao uso de insumos de origem animal.

Além dos benefícios éticos e ambientais de cortar a carne da sua dieta, quando bem planejada uma alimentação vegetariana também reduz riscos de doenças crônicas, apoia na perda de peso e melhora a qualidade de vida.

No texto de hoje falaremos um pouco sobre ela. Aqui vamos abordar alguns benefícios de ter uma alimentação conhecida como “plant-based” ou baseada em plantas. Se você tem interesse em melhorar a saúde do seu corpo, esse texto foi feito para você.

Afinal, o que é uma dieta vegetariana?

A dieta vegetariana envolve abster-se de comer carne, peixe e frango. As pessoas aderem a esse tipo de dieta por motivos religiosos, pessoais, éticos e em apoio ao direito dos animais.

Também existem as pessoas que se tornam vegetarianas por razões ambientais, pois a pecuária aumenta exponencialmente as emissões de gases do efeito estufa, contribui para as alterações climáticas e exige grandes quantidades de água, energia e recursos naturais.

Existem várias formas de vegetarianismo, o que diferencia cada uma delas são as restrições.

Vamos conhecê-las?

As mais comuns são:

  1. Dieta ovo-lacto-vegetariana: Elimina carne, peixe e aves, mas permite ovos e produtos lácteos;
  2. Dieta lacto-vegetariana: Elimina carne, peixe, aves e ovos, mas permite produtos lácteos;
  3. Dieta Ovo-vegetariana: Elimina carnes, peixes, aves e produtos lácteos, mas permite os ovos;
  4. Dieta Pescetária: Elimina carnes e aves, mas permite peixe e, às vezes, ovos e laticínios;
  5. Dieta Vegana: Elimina carnes, peixes, aves, ovos e laticínios, além de outros produtos derivados de animais, como o mel e cera. Fugindo um pouco da alimentação, aqui também não se usa insumos de origem animal, assim como lã, seda e peles.
  6. Dieta flexível: uma dieta predominantemente vegetariana que incorpora ocasionalmente carne, peixe ou frango.

Saúde e qualidade de vida agradecem

As dietas vegetarianas estão associadas a vários benefícios para a saúde mental e corporal de quem as adere. De fato, inúmeros estudos mostram que vegetarianos tendem a ter uma qualidade de vida muito melhor do que aqueles que ainda comem carne ou fazem uso de laticínios. Além disso, os adeptos dessa dieta ingerem maiores quantidades de nutrientes como fibras, vitamina C, vitamina E e magnésio.

E não pense que é somente isso. Uma dieta vegetariana também pode fornecer várias outras melhorias à saúde.

Ela é uma excelente aliada na perda de peso

Se sua intenção é perder peso, mudar seus hábitos alimentares e aderir a uma dieta vegetariana também pode ser eficaz. Uma revisão feita em 12 dos mais importantes artigos científicos apontou que os vegetarianos, em média, experimentam 4,5 quilos a mais de perda de peso em 18 semanas, quando comparados aos não-vegetarianos.

Da mesma forma, ainda com base em artigos científicos, um estudo de seis meses feito com 74 pessoas diagnosticadas com diabetes tipo II apontou que as dietas vegetarianas eram quase duas vezes mais eficazes na redução do peso corporal do que as dietas de baixa caloria. E não para por aí! Outro estudo feito com 61 mil adultos apontou que os vegetarianos tendem a ter um índice de massa corporal (IMC) mais baixo do que os onívoros.

Vale lembrar que o IMC é uma medida da gordura corporal com base na altura e no peso da pessoa.

Uma dieta vegetariana pode reduzir o risco de câncer

Existem por aí vários estudos que sugerem que uma dieta vegetariana pode estar ligada a um menor risco de câncer, incluindo os de mama, cólon, reto e estômago. No entanto, todas essas pesquisas, incluindo as atuais, estão limitadas a apenas estudos observacionais que ainda não são capazes de provar uma relação de causa e efeito.

Esse dado sobre o porquê de a incidência do câncer em vegetarianos ser menor não se trata de uma resposta única, mas sim de várias hipóteses, afinal, o consumo de carne vermelha está diretamente ligado a inúmeros casos de câncer no intestino, uma doença que possui incidência ínfima entre as pessoas que se alimentam de fibras utilizando frutas, verduras e cereais.

Que tipo de alimentos come um vegetariano?

Uma dieta vegetariana deve incluir um mix diversificado de frutas, legumes, grãos, gorduras saudáveis e proteínas. Para substituir a proteína fornecida pela carne, os vegetarianos incluem uma variedade de alimentos ricos em proteínas, como nozes, sementes, legumes, tempeh, tofu e seitan.

Se você seguir uma dieta ovo-lacto-vegetariana, ovos e laticínios também podem aumentar sua ingestão de proteína, ainda que não sejam proteínas saudáveis, como as que a própria natureza oferece. Comer alimentos integrais ricos em nutrientes, como frutas, verduras e grãos integrais fornecerá uma série de vitaminas e minerais importantes para preencher quaisquer lacunas nutricionais em sua dieta.

Veja alguns alimentos saudáveis e que fazem parte de uma dieta vegetariana:

  • Frutas: Maçãs, bananas, laranjas, melões, peras, tomate, pêssegos e outros;
  • Legumes: Aspargos, brócolis, cenoura e outros;
  • Grãos: Quinoa, cevada, trigo, arroz, aveia e outros;
  • Leguminosas: Lentilhas, feijão, ervilha, grão de bico e outros.
  • Castanhas: amêndoas, nozes, castanhas de caju e outros;
  • Sementes: sementes de linhaça, chia, sementes de cânhamo e outras;
  • Gorduras saudáveis: óleo de coco, azeite, abacate e outros;
  • Proteínas: Tempeh, tofu, seitan, natto, levedura nutricional, spirulina e folhas da cor verde.

Quais alimentos o vegetariano evita comer?

Existem muitas variações do vegetarianismo, cada uma com diferentes tipos de restrições. O vegetarianismo ovo-lacto, o tipo mais comum de dieta vegetariana, envolve a eliminação de todas as carnes, aves e peixes, mas ainda são consumidos os ovos e laticínios.

Uma dieta vegana é a forma mais restritiva do vegetarianismo, porque elimina carnes, aves, peixes, ovos, laticínios e quaisquer outros produtos que contenham ingredientes de origem animal, e isso inclui vestuário, higiene pessoal, materiais de limpeza e toda a esfera de consumo consciente, sem a exploração de animais inocentes.

Sendo assim, dependendo de suas necessidades, crenças e preferências, você deverá evitar os seguintes alimentos em uma dieta vegetariana:

  • Carnes: bovina e suína;
  • Aves: frango e peru e afins;
  • Animais de água doce e salgada: peixes, mariscos e afins;
  • Ingredientes à base de carne: gelatinas, banha, corante carmin (inseto cochonilha), cola de peixe, ácido oleico, sebo e afins;
  • Ovos: essa restrição aplica-se a veganos e lacto-vegetarianos;
  • Produtos lácteos: essa restrição aos leites, iogurtes e queijos aplica-se a veganos e ovo-vegetarianos;
  • Outros produtos de origem animal: os veganos também não consomem mel e cera de abelha.

Quer mudar sua alimentação? Saiba por onde começar!

Caso você tenha a intenção de aderir ao vegetarianismo, primeiro de tudo é preciso marcar uma consulta com um profissional de nutrição para que ele possa te orientar nessa nova fase da sua vida, bem como fornecer informações sobre como montar uma dieta balanceada e que possa suprir todas as suas necessidades nutricionais.

Feito isso, o próximo passo é pesquisar, pesquisar e pesquisar! Ao se munir de informação, tudo fica mais simples e descomplicado. Marque no calendário a data que você decidiu cortar de vez as carnes. Você não precisa se preocupar com recaídas, pois é normal que elas aconteçam. Caminhe no seu tempo e pense que cada dia será uma nova tentativa até que seu corpo e mente possam se acostumar à nova rotina.

As proteínas são responsáveis por ajudar você a ganhar peso e músculos saudáveis, além de ajudar desde a produção do sangue até o tecido conjuntivo. Ela também desempenha um papel importante na criação de anticorpos e enzimas. Geralmente, a humanidade pensa que carne é sinônimo de proteína, mas saiba que na natureza existem inúmeras fontes de proteína vegetal, muito mais saudáveis e aptas para o consumo humano.

Precisa de ajuda para se informar? 

Para se manter informado sobre uma alimentação saudável você não precisa ficar procurando médicos e mais médicos, afinal, hoje o acesso à informação está praticamente ao alcance de todos. Leia matérias, assista documentários, veja filmes e absorva informações sobre a alimentação vegetariana.

Separamos dois documentários essenciais e bastante educativos para quem deseja aderir ao vegetarianismo de forma consciente. São eles:

Gostou das dicas de hoje? Confira o nosso post falando sobre como ter uma alimentação mais saudável!

 

Compartilhar

Assine a Newsletter

Fique por dentro dos nossos serviços e receba informações sobre cuidados com a saúde.