Entenda a importância da quarentena para combater o Coronavírus

Publicado em 26 de março de 2020

Nas últimas semanas, o aumento de casos de Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus, impactou a rotina de diversos brasileiros. Cidades dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro suspenderam as atividades de diversas empresas, como shopping centers, bares, academias e teatros, para impedir o avanço da doença. 

As medidas adotadas promovem o isolamento socialque é uma das principais formas de evitar que o número de casos continue crescendo. Isso porque o vírus se espalha por meio de fluídos corporais de pessoas doentes, como saliva e espirros. 

Como a doença é altamente contagiosa e tem sintomas similares a uma gripe forte, alguém pode espalhá-la sem saber. Esse é um dos principais motivos pelos quais é importante manter a quarentena. 

Continue lendo o texto saber mais sobre a quarentena e o combate ao Coronavírus! 

O que é o novo Coronavírus? 

Coronavírus é uma família de vírus que causa infecções respiratórias. Há variações do vírus que circulam entre humanos há décadas, mas a pandemia atual é causada por uma variação descoberta na China em dezembro de 2019, por isso é comum chamá-lo de “novo Coronavírus”. 

O vírus causa uma doença chamada Covid-19, que é semelhante a uma gripe ou um resfriado forte: os principais sintomas são febre, tosse, falta de ar e sensação de cansaço. Em alguns casos, também pode haver dores no corpo, nariz entupido, dor de garganta e diarreia. 

Representação do coronavírus feita em computador.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os sintomas são leves e evoluem de maneira gradual na maioria das vezes. Até mesmo há pessoas infectadas que não sentem nenhum sintoma. A doença se torna grave somente em cerca de 17% dos casos. 

A Covid-19 é perigosa principalmente para idosos, pessoas com imunidade baixa, doenças crônicas ou problemas respiratórios. Por isso, diabéticos, pessoas com HIV, fumantes e asmáticos são alguns dos públicos que devem tomar cuidado redobrado. 

Como se prevenir contra o Coronavírus? 

As pesquisas sobre o Covid-19 demonstram que o vírus não é transmitido pelo ar, mas sim por fluídos corporais, de acordo com a OMS. Por exemplo, quando você está conversando com alguém infectado, gotas minúsculas de saliva podem sair da boca e contaminar pessoas ou objetos em volta. Isso também acontece quando quem está infectado tosse sem cobrir a boca ou espirra. 

Ao tocar em um local contaminado, que pode ser desde o botão do elevador até o seu celular, e levar a mão à boca, ao nariz ou aos olhos, ocorre o contágio. Como não há como saber se um local está contaminado, é importante evitar tocar o rosto e lavar as mãos com frequência, seguindo as orientações do Ministério da Saúde. 

Além da higiene, é essencial não compartilhar objetos de uso pessoal e, ao espirrar ou tossir, cobrir o nariz e a boca com a dobra do braço ou um lenço descartável em vez de com a mão. Outro cuidado a ser tomado é evitar aglomerações e espaços fechados, que são duas ocasiões em que há mais chances de se infectar.  

Mulher tossindo e cobrindo o rosto com o braço.
Legenda: Adote a maneira correta de cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar.

O que significa manter quarentena? 

Para reduzir as aglomerações, a medida que está sendo aplicada mundialmente é de quarentenaDiversas empresas adotaram a política de home office ou tiveram as atividades suspensas para que as pessoas fiquem em casa. 

A ideia é buscar o distanciamento social: reduzir ao máximo o convívio com outras pessoas que não morem junto com você. Isso inclui evitar visitar familiares, receber amigos em casa, andar por vias movimentadasir a hospitais ou ao comércio sem necessidade.  

Para quem está sentindo os sintomas do Covid-19 e não faz parte dos grupos de risco, a orientação dos profissionais de saúde é ficar em casa em repouso, evitando o contato com outras pessoas e mantendo-se bem hidratado. Isso para evitar que pessoas mais vulneráveis sejam contaminadas, o que geraria um aumento no número de casos graves e sobrecarregaria o sistema de saúde do país. 

O Ministério da Saúde criou um aplicativo, que está disponível no Google Play e na App Store, no qual é possível responder um questionário e avaliar se você pode ter a doença. 

Em caso de sintomas graves, como dificuldades de respiração, ou para quem faz parte dos grupos de risco, é recomendado procurar o atendimento de profissionais de saúde. Fora isso, o pronto atendimento de hospitais só deve ser buscado em urgências ou emergências. 

Impedir que o coronavírus continue se espalhando é uma responsabilidade de todos nós. Compartilhe este artigo nas suas redes sociais para que todos conheçam esses cuidados! 

Compartilhar

Assine a Newsletter

Fique por dentro dos nossos serviços e receba informações sobre cuidados com a saúde.